noticias

Tema da redação do ENEM 2023 aborda o trabalho de cuidado das mulheres no Brasil

today10/11/2023 1

Fundo
share close

O Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), ocorreu entre os dias 05 e 12 de novembro, às 13h30, com duração de cinco horas e trinta minutos, encerrando às 19h, e no segundo dia às 18h30. Segundo o G1, o primeiro dia de provas contou com quase 4 milhões de inscritos. Para muitos estudantes o tema da redação causou temor mais que qualquer questão da prova, neste ano o tema foi “Os desafios para enfrentar a invisibilidade do trabalho de cuidado das mulheres no Brasil”. A escolha do tema movimentou as redes sociais e dividiu opiniões entre os estudantes
e público em geral, como, professores e usuários do Instagram.

A espera por um tema com alto percentual de visibilidade na sociedade, quebrou expectativas. O Exame Nacional de Ensino Médio trouxe um problema existente na sociedade desde os primórdios e que até hoje não é de fato visto e tratado com sua devida importância, por uma ausência de conhecimento sociocultural. O estudante do 3º Ano de Ensino Médio, Bernardo Silva Luminado, do Colégio Salesiano São João Bosco, em Juazeiro do Norte, diz ter se surpreendido com a escolha do tema e sentiu-se desafiado em entender a complexidade dele, o que dificultou durante a construção do texto, porém sabe da relevância do tema e do intuito de fazê-los refletir sobre essas questões sociais. “A temática realmente me pegou um pouco de surpresa, mas isso me levou a uma reflexão profunda sobre a realidade das mulheres no Brasil. Em minha redação destaquei a necessidade de leis específicas que assegurem e reconheçam o trabalho de cuidado das mulheres, além disso a importância de apoio do Estado por meio de políticas públicas que promovam a equidade de gênero.”

Para outro estudante, também do Colégio Salesiano São João Bosco, Felipe Gabriel, uma das dificuldades é que o tema foi muito amplo e por isso abrange muitos assuntos e causa o risco dos estudantes “fugirem do tema”, mas assim como seu colega também reconhece a importância e como solução sugeriu em seu texto, uma criação de rede de apoio que pudessem repartir as demandas que são atribuídas às mulheres, retirando a sobrecarga que elas enfrentam no dia dia, além de achar necessário uma revisão por parte do ministério do trabalho na remuneração do
serviço de cuidado, porque muitas mulheres não são tem empregos fora de casa.

A temática surpreendeu e de fato causou controvérsias de opiniões. Usuários do Instagram, estão usando o espaço dado nas redes sociais para dar suas respectivas opiniões.

Já para os professores, o assunto escolhido foi motivo de elogios, por ser amplo e abordar outras questões importantes, como, desigualdade econômica, equidade de gênero e inclusão. Segundo o sociólogo Steferson Silva, professor na escola Teodorico Teles de Quental, em Crato, o tema da redação se mostra pertinente, pois traz a mudança de paradigma que a sociedade está passando atualmente, valorizando a mulher e trazendo a mídia, os que eram invisibilizados. “Trazer a tona essa discussão é uma forma de expressar o quanto as mulheres estão ali atuando
dentro de suas famílias e não são reconhecidas. A tentativa das pessoas de minimizarem o tema nas redes sociais, só existe porque não percebem a importância da remuneração do trabalho de cuidado”. Acrescentou ainda: “eu vi o tema e lembrei logo da minha avó, minha mãe, que inclusive eram domésticas e que assim como muitos, eu também não reconhecia o trabalho delas.”, declarou o professor.

Marcela Gomes

Written by: Radio

Rate it

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


0%